sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Crónica de Pecados- Gula


Quero-te!


Quanto mais te tenho mais te quero.

Quanto mais distante estás mais perto te quero.





Quero-te

Quero-te a mente pelo corpo

Quero-te o corpo com a mente

Quero o teu corpo no meu

A tua mente em mim.




Quero!

Reter todos os sabores

Todos os cheiros

Todos os sons

Todas as tuas cores

Tudo!




Quero tudo o que tenho direito

E tudo mais que possa conquistar,

Surripiar, roubar

Quero tudo

Com tudo

Contigo

Tudo




Quero-te

Sim quero!

É pecado?

Que seja! Quero!

By Moon_T




11 comentários:

Baraújo disse...

pecado ou não... se tanto for... também eu sou pecador...

se formos condenados... olha... teremos a mesma pena...

mas... pecadores..

como de algum lado do mundo se diz... desde tempos antigos...

antes lobo que carneiro.

abraço

Bia disse...

Não... querer tanto não é pecado ! É de louvar ... É intenso com sabor a paixão !!
Amei este texto ... 5*****


miminhos... atrevidos!

Patrícia Villar disse...

Também quero...!

wicca disse...

Entrei pensando encontrar um banquete de odores gordurosos e adocicados, entrei a medo, as nauseas já a aflorarem-me a garganta.Ás vezes deixo-me amedrontar pela intensidade das tua letras, já me realizaste pesadelos com elas.Entrei a pensar nos corpos obesos a devorarem frangalhos de animais ainda a escorrer sangue e afinal tu estavas a salivar por um banquete de apenas um corpo.Adoro os teus pecados :-)
Bbe Moon_T

ivone disse...

A vida vai torta
Jamais se endireita
O azar persegue
E esconde-se à espreita

Nunca dei um passo
Que fosse o correcto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo

E enquanto esperava
No fundo da rua
Pensava em ti
E em que sorte era a tua
Quero-te tanto, quero-te tanto

O modo que a vida
É um circo de feras
E os entretantos
São as minhas esperas
Nunca dei um passo
Que fosse o correcto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo

E enquanto esperava
No fundo da rua
Pensava em ti
E em que sorte era a tua
Quero-te tanto, quero-te tanto

Enquanto esperava
No fundo da rua
Pensava em ti
E em que sorte era a tua
Quero-te tanto, quero-te tanto

Quero-te tanto


in circo de feras dos xutos e pontapés

Corvo Negro disse...

Querer assim é TER.

Pessoalmente, já deixei de querer por direito.
Conquista "Moon", sempre.

Quanto ao pecado... será ele institucional?

Laura disse...

Querido pecador ;)
Não acho que seja pecado, pecado é não saber amar.
E querer tanto assim....eu tb quero!
Beijos de uma pecadora

Corvo Negro disse...

Relativamente à tua assinatura, permite-me esta opinião: retira as duas legendas "moon_T" e o "agradecimento", permitindo que o logo te represente por si mesmo.

Um enorme abraço.

Moon_T disse...

baraújo.

sem duvida...
uma vez um pecador, pecador sempre ;)





bia.
obrigado , mas de louvar ou nao,
nao deixa de ser pecado...

cumprimentos retribuidos!






patricia.
hehehe
queres? nao é para todos/as





wicca,

nunca julgues o livro pela capa...

B.be





ivone,

hehehe a tentar virar o feitiço contra o feiticeiro?




Corvo negro,
querer será sempre um direito
já o ter...

conquisto sim! ou pelo menos tento, sempre!

ps. retirei as legendas mas ficam aqui os devidos agradecimentos
como poderei retribuir?




laura,
pecadora és entao.

bem vinda



....

obrigado a todos

Marla disse...

Mesmo a propósito...
Este teu texto deu-me vontade de me transformar numa plagiadora infame!

Serve como elogio...? :)

Moon_T disse...

dos grandes Marla :)

Also...

Disclaimer: All images, unless otherwise noted, were taken from the Internet and are assumed to be in the public domain.In the event that there is still a problem or error with copyrighted material, the break of the copyright is unintentional and noncommercial and the material will be removed immediately upon presented proof.