terça-feira, 10 de junho de 2008

Lês?




Rompe-se o silêncio com o som do isqueiro

Chama que se consome…

A página branca por escrever…

Das mãos trémulas saem caligrafias ocas

e gritos mudos e palavras roucas…

Lês?

Embora as roupas estejam aos pés da cama

E a máscara pendurada no roupeiro, desarmado…

Embora pegadas de luz tatuem o chão pelas brechas das persianas

Será dia?

Lês?

Não penses que vês através das frases

Não conheces, não reconheces, não olhas, nada vês…

Estas confissões… Intermitências da alma

Nuas, expostas em tristes interlúdios

Compostos em crepúsculos funestos.

Lês?

Sentes a repulsa instalada a profanar pensamentos?

Sofres o cenário Dantesco que invade as veias e envenena o sangue?

Palavras nunca poderão traduzir sentimentos!

Tu que me lês…


By: Moon_T





No Last Surprise - The Durutti Column

6 comentários:

An Ambush of Ghosts disse...

Eu que te leio.

Palavras podem ser tão ocas e desprovidas de sentimentos quanto se queira ou não... sentir.

Uma palavra é só uma junção não aleatória de letras, tem sempre um significado para que os diccionários continuem a ter negócio e as pessoas consigam fazer-se entender, e pq? Pq as palavras carregam os sentimentos de quem as escreveu e de quem as lê, independentes do que significam muitas vezes.

Um só palavra pode bastar para descrever todo um humano. Bem sei que é injusto.

Que as palavras muitas vezes NÃO CHEGUEM para traduzir um sentimento já concordo.

Mas é da tentativa que se descobrem humanos fantásticos e belos poetas. Esses tais que nos fazem sentir intensamente com uma só frase.

Mas os belos poetas interessam-se apenas em escrever, não em ser lidos. Eles para escreverem já sentiram, venha outro para sentir, se for capaz.

Anônimo disse...

Mais que ler as tuas palavras...sinto-as!!!
Sinto-te...

João C. Santos disse...

"Palavras nunca poderão traduzir sentimentos! Tu que me lês…"

Não concordo!!!!

Não posso concordar!

E todas as palavras que ficam por dizer, os olhos que falam, os beijos que se sentem, a saudade por contar, o amor por fazer, tudo por acontecer, tudo são palavras, e em tudo nascem sentimentos....

Eu sei que sim, obrigado por me estares a dar razão agora...

Moon T disse...

talvez seja mesmo a minha falta de habilidade de me expressar... cada vez que tento traduzir um sentimento (alguns), ao reler nunca consigo fazer transparecer em pleno a sua intensidade. nao encontro metaforas , adjectivos, nem hiperboles que sejam suficientemente dignas de responder à letra uma descriçao de um sentimento intenso... fica sempre tanto por dizer... talvez dê para entender a ideia da razao e de o que sinto, mas traduzir para letras toda a vida que reside num sentimento intenso? Admiro quem o consiga, eu nao sou capaz.
todas as minhas letras carregam sentimentos e significados, para mim que escrevo, mas nao encontro , por vezes, palavras suficientes e/ou intensas que cheguem.

apesar de escrever por mim... para mim... é gratificante notar que pode haver alguem que se interesse pelo que escrevo, da mesma forma que eu me interesso por tanto que possam escrever.

João C. Santos disse...

"talvez seja mesmo a minha falta de habilidade de me expressar... "

falta de habilidade!?!? - por favor pede desculpa ou nunca mais volto a ler-te!!

"apesar de escrever por mim... para mim..."

mais uma vez... Pede Desculpa!!!

"todas as minhas letras carregam sentimentos e significados"

Obrigado por me dares razão...

Um grande abraço....

Azul disse...

Olá Moon T!

Desconheço o autor que escreveu:

“Há momentos na vida em que nos devíamos calar… e deixar que o silêncio falasse ao coração; Pois há sentimentos que a linguagem não expressa… e emoções que as palavras não sabem traduzir…”

O que leio no teu post, é o que tantas vezes sinto, que por mais que me esforce não encontro palavras, formas de escrever o sentimento e os sentires que tenho em mim. Embora por um lado concorde como autor desconhecido que citei, a verdade é que quando leio alguns textos, alguns blogs, comprendo que nem sempre é assim.

Existem pessoas que conseguem muito BEM, escrever o que pensam e o que sentem. E tu, do que tenho vindo a ler, calmamente, neste teu espaço és uma dessas pessoas.

Beijo
Azul

Also...

Disclaimer: All images, unless otherwise noted, were taken from the Internet and are assumed to be in the public domain.In the event that there is still a problem or error with copyrighted material, the break of the copyright is unintentional and noncommercial and the material will be removed immediately upon presented proof.