sábado, 28 de junho de 2008

Em tinta invisível




Pintando um quadro, um auto-retrato… Fluem as tintas numa banal tela branca, despojada de imagens ou cores. Sem paleta onde enfiar o polegar esquerdo nem forma de misturar as cores.
Mãos como pincéis delineiam traços sem sentido. Riscos trémulos e inseguros desenham formas disformes e defeituosas que nascem do nada. Impressões digitais assinam cada traço texturizando o desenho criando uma áspera e rugosa sensação visual.
Litros de tinta invisível escorrem pelo corpo, pincel voraz de imagens mentais, criando orgias de luz e cores.
Berros de artista, tortuosos trilhos formados pelos traços sinuosos delineados pela tinta transparente que, ao fim de segundos desvanece e desaparece como as ideias de um poeta se perdem e se misturam quando não são descritas em palavras atempadamente. Manifestações de amor, flashes de ódio, convulsões de paixão, tremores de medo, revelações de uma linda tragédia… loucura em estado cru !
Após estarem desenhados na mais perfeita tradução possível da imagem mental outrora imaginada, rostos e corpos e formas concretas, embora desfocadas, rasgam a sanidade e trespassam o artista que pegando nos baldes de tinta invisível, a lança violentamente contra a tela, cobrindo a obra com outra obra. O abstracto sobrepõe o realismo… Recomeçando uma nova pintura do mesmo ideal, com novas cores. Esfrega-se e rebola-se pela tela em risos sonoros criando uma bela anarquia revolucionária de sentimentos pintados sem regra nem padrão. Êxtase insano.
Finda a obra, contempla-a enquanto desaparecem as cores e fogem as formas. Observa-a de sorriso nos lábios.
Volta a sanidade e abranda o ritmo cardíaco para que, calmamente, pegue num pincel real e no canto inferior direito assine:
Invisível loucura…


By: Moon_T


boomp3.com

4 comentários:

Op.Louca disse...

Esta muito Original este teu post. Parabéns.

"Invisivel ao olhar...assim se torna a utopia aqui pincelada entre o imperceptível e o "indisfarçável" que redefine uma relação misteriosa traçada num romance de cores entre o cinza dos " gritos ", o negro dos traços, o branco da tela....onde tudo esta (d)escrito ao minimo detalhe o desenvolvimento dessa Invisivel Loucura.. "

;))

vita disse...

Invisível loucura..é a melhor.;)

João C. Santos disse...

sou vou dizer isto:

o melhor em que te li até hoje...

ps. estamos a perder o medo ;)

Vanda Paz disse...

Está magnifico... ou melhor...de gritos...eheheh

Beijo

Also...

Disclaimer: All images, unless otherwise noted, were taken from the Internet and are assumed to be in the public domain.In the event that there is still a problem or error with copyrighted material, the break of the copyright is unintentional and noncommercial and the material will be removed immediately upon presented proof.