sexta-feira, 11 de julho de 2008

Grito vivo



Acordei

Morto…

Indefeso perante a inércia mental que me tomou.

Involuntariamente me sopraste a alma

Abriram-se os olhos.

Algures no peito algo se mexeu… bateu


Apagaram-se as nódoas


Sararam as feridas e o sangue voltou a ser vermelho.


Retomou-se o pulso.

As pálpebras que se abriram

Libertaram o ardor das têmporas e o fulgor das pupilas.


Voltei a sentir

Tinha-me esquecido o que era sentir.

O frio, o calor, a dor, o quente, o húmido…

Sentir, só sentir.

Sinto-te


Levanto os braços

Cerro os punhos

Contraio os músculos outrora adormecidos

Molho os lábios

Abro a boca

E grito!

Grito porque estou vivo

Grito porque sinto

Grito…!

Grito até que me doa a garganta

Grito até sentir o sabor metálico do sangue

Porque estou vivo!

E depois,

Sorrio

E rio

Gargalhadas loucas

De mente insana.

Estou vivo, por isso grito

E rio.










by Moon_T



7 comentários:

João C. Santos disse...

O sentir único.

foi o que vi.

O sentir sem medo, sem rodeios, sem palavras, sem pensamentos, actos, razão e a fantasia desligada de tudo, os outros na rua, nós cá dentro. O sentir pleno e belo.

O grito que sai das entranhas e envolve todo o mar das lágrimas quentes de não se perceber, o grito mais mudo que acorda o mundo da dormencia de não se saber vivo...

Um abraço...

e agora sim, cumprimentos.

Obrigado.

Azul disse...

Há pessoas que têm esse dom!
De nos despertarem mesmo que involuntariamente o façam e de nos mostrarem que estamos VIVOS. E que SENTIMOS.

E acredito que o primeiro sentir seja o desejo de o GRITAR ao mundo que assim o é.

Beijo
Azul

ivone disse...

a segunda foto faz lembrar o grito de munch


o texto foi inspirado nele ou nem por isso?

Moon_T disse...

poeta:
como sabes, viste muito bem.
obrigado pelas tuas palavras.


azul:
de facto, há. são muito poucas essas pessoas, as que nos fazem querer gritar, por isso mesmo quando as vejo e as sinto é isso mesmo que faço: Grito
experimenta

obrigado pela visita



ivone:
bem vinda.
O grito de Munch é sem dúvida um dos meus quadros preferidos, constante em muito do que sinto escrevo e vivo (se é que ha tanta diferença entre eles) inevitavelmente a sua imagem esteve presente sim, entre tantas outras. Folgo em saber que o tenhas reconhecido.

Flash disse...

SENTI o teu grito!

Bjs

a.m disse...

Quantas vezes esquecemos que sentimos mesmo sentindo? "Algures no peito algo se mexe… bate"
Vivemos por ele e para ele...

Sinestesia disse...

Seria tão bom sermos capazes de simplesmente sentir e saborear os sentimentos.
Sentir apenas..

Also...

Disclaimer: All images, unless otherwise noted, were taken from the Internet and are assumed to be in the public domain.In the event that there is still a problem or error with copyrighted material, the break of the copyright is unintentional and noncommercial and the material will be removed immediately upon presented proof.