quarta-feira, 28 de maio de 2008

6 Sentidos





Deparo-me neste quarto de tonalidades Fuschia e negras
de luz ténue e amena.
Buscas-me no olhar e encontras-me.
Nesta luta agridoce , perdemo-nos no jogo de sedução...
Até que a inevitavel derrota nos toca.
Envolvemo-nos na dança dos corpos e ligamos a banda sonora desta curta metragem.


O abraço perpétuo que nos envolve traduz sem margem o desejo.

Linguas entrelaçam-se de forma tão natural que nossos sabores se misturam.

Dançamos até ao local do crime...
É nesta dança violenta sem ritmo que nossas roupas se rasgam, sem dar conta
ou interesse.Deixamo-nos ir na sintonia desafinada do momento.

Nossos corpos despidos de preconceitos
de tabus
de nada
Nús...

Ascende a chama desta fogueira que acendemos.
Inalamos o fumo que nos faz perder a lógica.

Enquanto o calor dos nossos corpos comunica entre si poemas de seduçao,
o ritmo dos corações bate sem sentido.

Mãos que te percorrem a pele como se procurassem algo que não queriam encontrar.
O aperto de nos sustem acumula-se...
(Tacto)

Mordo-te o pescoço e saboreio duas gotas do teu perfume
Ouves-me a respiração ofegante a dizer que te quer.
Quero-te
Apeteces-me
(Olfacto)

Danças sobre meu corpo e controlas a minha obvia excitação, usando-a à tua disposição
Sabes que é tua...


Enquanto desce, minha lingua vai deixando rasto nos caminhos das tuas curvas.
mordo-te o interior das coxas e puxas-me os cabelos por reflexo...
Saboreio-te
Deliras ao ritmo dela.
(Gosto)


Mordes o labio num sofrimento amargamente doce
Suspiras...
(Audição)

Possuo-te lentamente, saboreando cada momento que te devoro e te sinto pulsar.
Embalo-te o corpo , sem sentido algum , ao ritmo dos nossos suspiros
Arritmadamente Corrosivo...
Olhamo-nos nos olhos no mesmo tom de provocação que nos perdemos no infinito do prazer.
As tuas unhas Limpam-me a gota de suor que me escorre pelas costas

Ajoelhas-te sobre o meu corpo, dando-lhe continuação...
Crucificas o momento sem remorsos
Serpenteias ao som do prazer.

É esta a imagem que guardo.
(Visão)


Admiro a curva das tuas costas
Percorro as minhas maos no teu deserto...
Agarro-te
Seguro-te
Puxo-te

Até se dar a explosão extaseante...
O auge do prazer...
Elevamo-nos a um nível superior
Descontrolo absoluto
O auge dos sentidos... A nossa morte.
Deixo-me em ti, ofereco-me, aceitas-me.


Ao morrer ...
Até ao meu ultimo suspiro
Sei que te possuí os sentidos
Mas morro sem saber se a tua alma alguma vez será minha...



by: Moon_T

5 comentários:

Anônimo disse...

Só pra ti peixinho :)

http://www.youtube.com/watch?v=BdPB4YcdWuA

Anônimo disse...

Invadiste-me sem pedir e o meu corpo cedeu...
Possuiste-me os sentidos e demoradamente me absorves-te a alma...
Fomos um do outro incansavelmente...numa linguagem muito nossa, ilegível aos demais...

Ao morrer saberás, que um dia eu fui tua..."toda" tua!!!

De alguém...

Op.Louca disse...

Há sempre um momento de racionalidade, em que a mente se sobrepõe ao espírito, em que a vida se impõe à libertação do corpo, e não nos movemos, nem um passo, com medo de cair do precipício...no fim, deixamos o corpo agitado caído sobre a cama e deixamo-nos ficar a comtemplar sobre o corpo ausente que trilhou os mesmos caminhos destes corpos permanentes nas recordçoes do nosso querer...

( Aiiiiiiii, é tão bommmmm ) :P

jin disse...

n consigo falar...
mentes e no entanto nunca vi tanta verdade ao mesmo tempo de uma forma tao crua e lancinante na qual me sinto reduzir ao tamanho de uma misera bacteria...
mentes pois n kero ouvir a verdade...
falas a verdade pois eu sei q p mim é mentira tal sentimento de tal forma q cm uma criança se recusa a entrar num quarto escuro, eu recuso a deixar entrar esse sentimento q faz tremer as fundaçoes da minh'alma e me arrasta pelo chão como mais uma pedra q qualquer um xuta do seu caminho...
ainda n estou pronto p o sentir...sou demasiado fraco...

Cöllyßry disse...

Se o tempo pudesse ser parado…Ummmm, todos o parariam, então não haveria mais tempo…bela prosa de Teu sentir…

Doce beijo

Also...

Disclaimer: All images, unless otherwise noted, were taken from the Internet and are assumed to be in the public domain.In the event that there is still a problem or error with copyrighted material, the break of the copyright is unintentional and noncommercial and the material will be removed immediately upon presented proof.